Família de morto no litoral de SP diz que ex-sogro armou emboscada

Família de morto no litoral de SP diz que ex-sogro armou emboscada

11 de outubro de 2019 0 Por Clayton Lima
Família de vítima acha que sogro e namorada fizeram emboscada

Família de vítima acha que sogro e namorada fizeram emboscada
Reprodução/Record TV

A família do jovem morto pelo ex-sogro acredita que ex-namorada e pai armaram uma emboscada para pegá-lo. No entanto, suspeito afirma que foi ao local depois de ser chamado pela filha, que havia sido agredida pela vítima. Caso aconteceu na Praia Grande, litoral de São Paulo. As informações são da Record TV.

Leia também: Caso Mariana: laudo aponta abuso sexual e morte por asfixia

Segundo a mãe da vítima, o casal brigava frequentemente e o relacionamento era conturbado desde o início. Ela e outros integrantes da família suspeitam que a morte foi premeditada. 

Já a ex-nora e seu pai contam uma história diferente. O suspeito diz que foi ao encontro da filha após receber um pedido de socorro da filha que era ameaçada pelo ex-marido. O sogro matou a tiros o genro e fugiu logo em seguida, no bairro Sítio do Campo, em Praia Grande, na Baixada Santista (SP). A vítima, Elton Gomes da Silva, de 36 anos, foi socorrida, mas morreu a caminho do hospital. O atirador fugiu do local do crime. 

Segundo a jovem, o casal já estava separado havia mais de dois anos, mas o homem não aceitava o fim do relacionamento. Ela, que já havia feito denúncias contra o ex-companheiro na polícia, encontrou Elton na frente de casa e teria sido obrigada a entrar no local.

Leia também: Jovem escalpelada em kart deve receber alta no fim de semana

Conforme informações contidas no boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil e obtido pelo R7, Sabrina Ferreira de Almeida, de 28 anos, sentia que a sua vida estava sendo ameaçada pelo ex-companheiro dentro de sua casa e, por isso, decidiu pedir ajuda ao pai. O homem acusado de cometer o crime já se apresentou e vai responder em liberdade.