Tinder foi o app mais rentável no 3° tri de 2019; veja quais foram os outros

Tinder foi o app mais rentável no 3° tri de 2019; veja quais foram os outros

11 de outubro de 2019 0 Por Clayton Lima

O terceiro trimestre deste ano confirmou a tendência de alta nos downloads e receita com apps, que acumularam US$ 21,9 bilhões no período — um crescimento de 22,9% em relação ao ano passado. Os grandes catalisadores, segundo a firma de consultoria Sensor Tower, foram os games e os serviços por assinatura. E quais foram os softwares mais baixados e os mais rentáveis?

Bem, o utilitário que mais movimentou dinheiro foi o Tinder, que gerou nada menos que US$ 233 milhões (+7% na comparação com 2018). Netflix ficou em segundo lugar e o YouTube com o terceiro, ambos na faixa de US$ 164 milhões.

(Imagem: Divulgação/Sensor Tower)

Em termos de quantidade, o TikTok, com 177 milhões de downloads, vem superando as plataformas do Facebook e só ficou atrás do WhatsApp. A própria rede social de Mark Zuckerberg, assim como o Instagram e o Facebook Messenger, figuram entre os cinco primeiros. O FaceApp ficou na sexta colocação.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/

Games geraram US$ 16,3 bilhões no Q3 2019

As grandes estrelas do terceiro trimestre deste ano foram os games, com uma arrecadação de US$ 16,3 bilhões — isso representa 74% do total gasto internamente em quaisquer apps no período. Na App Store, o setor gerou US$ 9,8 bilhões, enquanto que na Google Play Store reuniu US$ 6,5 bilhões. O total de downloads subiu de 9,5 bilhões para 11,1 bilhões, de 2018 para 2019.

Os três mais populares no Q3 foram Fun Race 3D (123 milhões de downloads), PUBG Mobile (94 milhões) e o novato Mario Kart Tour (86 milhões), mesmo sendo lançado apenas no final de setembro.

(Imagem: Divulgação/Sensor Tower)

PUBG Mobile foi o mais rentável, com receita de US$ 496 milhões, um aumento de 652% em relação ao ano passado. O segundo lugar vai para Honor of Kings, também da Tencent, com US$ 377 milhões, seguido por Fate/Grand Order, da Sony Aniplex, com US$ 354 milhões.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: