Campeonato Brasileiro

Com técnico interino, CSA vence o Cruzeiro e deixa a lanterna da Série B: 3 a 1

Azulão conquista vitória importante na competição, após mais de um mês; gols azulinos foram de Cléberson, Alan Costa e do estreante Pedro Lucas

Cléberson comemora o seu gol no Rei Pelé, o primeiro do Azulão na partida
FOTO: AILTON CRUZ

Sob o comando do técnico interino Adriano Rodrigues, pois Argel Fuchs foi demitido na noite da última quinta-feira (17), e vivendo uma crise, o CSA buscava a recuperação na Série B, precisava da vitória e conseguiu. Em partida na noite deste sábado (19), no Estádio Rei Pelé, o Azulão desencantou e bateu o Cruzeiro, por 3 a 1, deixando a lanterna da Série B.

Os gols do CSA foram assinalados por dois zagueiros: Cléberson e Alan Costa, ambos no 1º tempo; e pelo estreante Pedro Lucas, na etapa final. Já a Raposa, marcou com Matheus Pereira, também na segunda etapa.

Fazia tempo que o CSA não vencia nesta Série B. A primeira vitória foi pela 1ª rodada, sobre o Guarani, por 1 a 0, ainda no dia 8 de agosto. E com o resultado desta noite, o time alagoano deixou a lanterna da competição. Agora ele fica na 18 posição, com 7 pontos. E a Raposa soma 8 pontos, ocupando a 15ª colocação.

O CSA volta a campo no próximo sábado (26), às 16 horas, novamente no Rei Pelé, onde vai receber o Juventude. Enquanto o Cruzeiro, vai receber o Avaí, um dia antes, na sexta-feira (25), no Mineirão, às 21h30.

O primeiro tempo

Cléberson subiu mais alto do que todo mundo e guardou a bola no fundo da rede, fazendo o primeiro gol do CSA FOTO: AILTON CRUZ

O primeiro bom momento do jogo foi do Cruzeiro. No minuto inicial, Airton tabelou com Régis, recebeu na grande área, achou espaço para o chute e mandou na trave esquerda, assustando o goleiro Matheus Mendes. O CSA tocava a bola no campo de defesa e tentava chegar ao ataque. Mas o Cruzeiro era quem tinha a iniciativa do jogo e dificultava a saída de bola do Azulão.

Mas no momento em que o Cruzeiro buscava, fazendo as jogadas ofensivas, quem abriu o placar foi o CSA. Aos 11 minutos, Diego Renan cobrou o escanteio. Rodrigo Pimpão desviou de cabeça na primeira trave, Cléberson recebeu o toque e mandou para o fundo do gol: 1 a 0.

O Cruzeiro chegou com perigo aos 20 minutos. Jean cobrou uma falta fazendo uma curva, a bola foi no canto direito do gol, rasteira e perigosa, e Matheus Mendes pulou para pegá-la e impede o gol, mandando para escanteio. O CSA respondeu aos 28 minutos e conseguiu fazer o seu segundo gol. Rafinha lançou a bola para a grande área, Alan Costa chegou livre na grande área e cabeceou para o gol de Fábio, que não conseguiu defender: 2 a 0.

Jogadores azulinos comemoram com Alan Costa o segundo gol do CSA FOTO: AILTON CRUZ

Com a vantagem no placar, o  CSA passou a ficar mais tranquilo em campo, marcando a saída de bola do Cruzeiro. Aos 35 minutos, a Raposa quase diminuiu o placar. Matheus Pereira avançou pela esquerda, invadiu a grande área e arriscou o chute forte, obrigando o goleiro Matheus Mendes defender e salvar o CSA. Outro lance de perigo da Raposa se deu aos 44 minutos. Matheus Pereira tentou tabela com Régis pela esquerda, a bola bateu em Alan Costa e sobra para o lateral, que chutou de primeira, a redonda passou com perigo ao gol de Matheus Mendes.

O primeiro tempo teve três minutos de acréscimos e foi até os 48 minutos, quando o árbitro apitou o seu final, sem mais demora. Vitória parcial do CSA: 2 a 0.

E o segundo tempo

CSA teve personalidade e bateu o Cruzeiro, esta noite, pela Série B, deixando a lanterna da competição FOTO: AILTON CRUZ

Na etapa final, o Cruzeiro voltou a campo marcando novamente a saída de bola do CSA, que tentou aos 2 minutos. Paulo Sérgio pegou a bola pela meia esquerda, achou espaço e arriscou o chute, mas a bola foi no canto direito do gol de Fábio, que espalmou.

Entre as modificações efetuadas no CSA pelo técnico Adriano Rodrigues, estava o centroavante Pedro Lucas, que fez a sua estreia.

O Cruzeiro diminuiu o placar aos 21 minutos, com Matheus Pereira, que recebeu o passe de Roberson na grande área e tocou na saída de Matheus Mendes, diminuindo para 2 a 1.

Nem deu muito tempo de o Cruzeiro comemorar, pois, rapidamente, o CSA ampliou o marcador, aos 26 minutos, com o estreante Pedro Lucas. Pedro Júnior recebeu passe na esquerda e cruzou a bola para a grande área. Pedro Lucas, nas costas de Léo, cabeceou para o fundo do gol: 3 a 1.

Só alegria: jogadores comemoram o terceiro gol do Azulão, feito por Pedro Lucas FOTO: AILTON CRUZ

Aos 28 minutos, o Azulão ficou com um jogador a menos em campo: Rodrigo Pimpão, que recebeu o cartão amarelo, por falta em Matheus Pereira, como já tinha recebido um amarelo, acabou  ganhando o vermelho e foi para o chuveiro mais cedo.

Aos 33 minutos, o CSA quase fez o seu quarto gol. Pedro Lucas foi lançado na grande área, livre, e chutou na saída do goleiro Fábio. A bola, caprichosamente, explodiu na trave do Cruzeiro.

Jogadores do CSA praticaram um bom futebol e conseguiram superar o Cruzeiro FOTO: AILTON CRUZ

Aos 43 minutos, a Raposa arriscou. A bola foi lançada na grande área, Maurício ajeitou de cabeça, Régis pegou de primeira, em um sem pulo, e chutou com perigo, por cima do gol, para alívio do CSA.

O árbitro deu cinco minutos de acréscimos e, aos 50 minutos, encerrou a partida, decretando a vitória do CSA, por 3 a 1.

CSA –  Matheus Mendes; Diego Renan, Alan Costa, Cléberson e Rafinha; Márcio Araújo, Yago (Marquinhos) e Geovane; Rodrigo Pimpão, Pedro Júnior (Cedric) e Paulo Sérgio (Pedro Lucas). Técnico: Adriano Rodrigues.

Cruzeiro – Fábio; Rafael Luiz (Roberson), Léo, Cacá e Matheus Pereira; Jadsom Silva (Thiago), Jean e Maurício; Régis, Airton (Machado) e Arthur Caíke (Daniel Guedes). Técnico: Ney Franco.

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Assistentes: Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sá (RJ) e  Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ).

Fonte: Gazeta Web

 

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: