Campeonato Brasileiro

Inter vence Sport em jogo de oito gols na Ilha e alcança o Atlético na liderança

Colorado ganha por 5 a 3 e é superado pelo Galo em vitórias

Em noite de muitos gols na Ilha do Retiro, Inter levou a melhor sobre o Sport e alcançou o Galo (Foto: Ricardo Duarte/Internacional )

Na busca da liderança, o Internacional venceu o Sport por 5 a 3, nesta quarta-feira à noite, na Ilha do Retiro, em Recife (PE), pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com Thiago Galhardo, líder da artilharia (13 gols) no banco de reservas até os 16 minutos do segundo tempo, o time gaúcho alcançou a sua terceira vitória consecutiva e segue na disputa com o Atlético e o Flamengo pelo topo.

Agora o Inter tem 31 pontos e ocupa a vice-liderança, um ponto na frente do Flamengo, com 30. Embora tenha o mesmo número de pontos do Atlético, o time gaúcho perde no critério de vitórias: 10 a 9. Além disso, os mineiros têm um jogo a mais para disputar. De outro lado, o Sport sofreu sua terceira derrota consecutiva, ficando com 20 pontos, em 10º lugar. Antes tinha perdido em casa para o Botafogo, por 2 a 1, e para o Flamengo, por 3 a 0, no Maracanã.

O JOGO

Com a necessidade de buscar a vitória, o Sport se viu na obrigação de propor o jogo. O Internacional, por isso mesmo, começou cauteloso, preocupado com em se assentar em campo, para não sofrer nenhum gol. Aos poucos, o time ganhou chance para atacar e conseguiu abrir dois gols de vantagem.

O primeiro saiu aos 33 minutos, numa bela jogada do meia Patrick Ele entrou na área, deu dois cortes em cima de Iago Maidana e chutou no alto, sem chances de defesa. O segundo gol saiu aos 39 minutos, quando Rodinei foi até o fundo e cruzou para Abel Hernández, que iria cabecear. Mas o zagueiro Adryelson tentou cortar e, de cabeça, mandou contra suas próprias redes.

Abatido, o Sport conseguiu diminuir o placar aos 42 minutos. Após a falta cobrada do lado esquerdo em direção à área, a defesa do Internacional bateu cabeça. Rodrigo Moledo ficou parado e Victor Cuesta escorregou, deixando Marquinhos subir sozinho para cabecear no contrapé de Marcelo Lomba, que nem se mexeu.

O segundo tempo começou movimentado. O Sport tentou reagir, indo mais ao ataque. Mas sofreu o terceiro gol aos sete minutos. Após cobrança de escanteio, Rodrigo Moledo subiu entre os zagueiros e desviou de cabeça. Os pernambucanos reclamaram de um empurrão do gaúcho nas costas de Iago Maidana.

O Sport voltou a correr atrás e diminuiu aos 10 minutos. Lucas Mugni entrou na área pelo lado esquerdo e rolou para trás para o chute de chapa de Leandro Barcia, no ângulo esquerdo de Marcelo Lomba.

Galhardo entrou em campo aos 16, no lugar de Abel Hernández. E como o Sport se atirou ao ataque para tentar o empate, também abriu espaços para os contra-ataques do Inter. Galhardo não marcou, mas deu a assistência para o gol de Patrick, aos 30. Após levantamento na área, o atacante raspou de cabeça para o complemento de perna esquerda de Patrick, já na pequena área. O lance foi revisado pelo VAR, mas não havia impedimento.

O time gaúcho ampliou aos 35 minutos num contra-ataque. Ednilson roubou a bola na defesa e saiu em disparada até a área adversário, quando fez o passe para Yuri Alberto, na marca do pênalti, chuta de chapa no canto direito do goleiro Luan Polli. O Sport ainda diminuiu aos 44 minutos. Após escanteio, a bola raspou na cabeça de Uendel e sobrou no segundo pau para Mikael completar de cabeça, quase em cima da linha.

No final de semana, os dois times vão jogar pela 17ª rodada. O Sport vai enfrentar o Red Bull Bragantino, domingo, às 20h30, em Bragança Paulista (SP). De outro lado, o Internacional vai receber o Beira-Rio o Vasco, domingo, às 18h15.

SPORT 3 x 5 INTERNACIONAL

SPORT

Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Luciano Juba; Marcão Silva, Ricardinho (Júnior Tavares), Lucas Mugni (Ronaldo Henrique) e Thiago Neves (Jonatan Gomez); Marquinhos (Mikael) e Hernane Brocador (Leandro Barcia)

Técnico: Jair Ventura

INTERNACIONAL

Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Dourado), Marcos Guilherme, Edenilson e Patrick (Zé Gabriel); Leandro Fernandez (Yuri Alberto) e Abel Hernández (Thiago Galhardo)

Técnico: Eduardo Coudet

Local: Estádio da Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Data: quarta-feira, 14 de outubro

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

GOLS: Patrick, aos 33, Adryelson, 39, e Marquinhos aos 42min do 1ºT; Rodrigo Moledo, aos 7, Leandro Barcia, aos 10, Patrick, 30, Yuri Alberto, aos 35, e Mikael, aos 44min do 2ºT

Cartões amarelos: Adryelson, Lucas Mugni e Marquinhos (SPO); Yuri Alberto e Patrick (INT).

Fonte: SuperEsportes

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: