Copa Libertadores

Flamengo é eliminado da Libertadores após derrota para o Racing nos pênaltis

Rodrigo Caio foi expulso, Gustavo Henrique falhou e Ceni tirou Arrascaeta e Éverton Ribeiro. Na disputa, Arão, que empatou a partida, perdeu

O Flamengo pagou o preço por recomeçar duas vezes na temporada 2020, com três treinadores até agora. Atual campeão da Libertadores, o rubro-negro se despede do torneio nas oitavas de final, após derrota para o Racing nos pênaltis, no Maracanã, no sexto jogo do técnico Rogério Ceni, e uma só vitória.

O jogo foi resolvido depois da expulsão do zagueiro Rodrigo Caio, com gol em falha de Gustavo Henrique. O Flamengo empatou com Arão. Mas o treinador havia  tirado Arrascaeta e Éverton Ribeiro no fim. E só lançou Pedro quando já estava perdendo.

Nas penalidades, Arão, o quase herói, desperdiçou. Agora, resta o Brasileiro.

Parte da atuação até foi um resgate na nova forma de jogar do Flamengo. O time apresentou uma postura mais agressiva e organizada. Pressionou a saída de bola do adversário sem se expor na defesa, que cresceu com a volta de Rodrigo Caio. Contra um Racing recuado, controlou o jogo, mas não foi eficiente para marcar.

A principal válvula de escape foi Bruno Henrique pelo lado esquerdo, buscando profundidade. Pelo meio, Gerson ditava o ritmo na recuperação da bola e nas arrancadas ao ataque. Mas o lado direito esteve abaixo. Com Isla, de volta, e principalmente Éverton Ribeiro. Arrascaeta, da esquerda para o centro, também demorou a entrar no jogo.

O personagem do primeiro tempo foi Vitinho. Foram duas oportunidades de abrir o placar. Na primeira chance clara, fez linda jogada individual, mas ao finalizar chutou pressionado pelo goleiro. Na segunda, o atacante recebeu de Arrascaeta livre, de frente para o gol, sem marcação, mas errou o alvo. Éverton Ribeiro e Bruno Henrique também desperdiçaram chances. Foram 10 finalizações do Flamengo.

No segundo tempo, o panorama se manteve. O domínio passou a ser exercido também pelo lado direito. Mesmo abrindo a defesa do Racing, o Flamengo não caprochava nas conclusões. E aí veio o lance capital. O zagueiro Rodrigo Caio levou o segundo amarelo em entrada dura e acabou expulso. No lance seguinte, após bola na área, Gustavo Henrique rebateu mal, e os argentinos marcaram com Sigali.

Depois de tirar Arrascaeta e por João Gomes, Ceni trocou Éverton Ribeiro por Pedro e foi para o tudo ou nada em vinte minutos. Teve chance de empatar com Isla e Bruno Henrique, mas se desorganizou após ficar sem seus dois meias. No desespero, o Flamengo empatou em escanteio cobrado por Diego, e cabeçada de Arão. Mas ficou pelo caminho.

Fonte: O Globo

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: