Esportes

Capitã da seleção feminina sub-20 jogará com Megan Rapinoe nos EUA

O OL Reign, time norte-americano de futebol feminino que pertence ao Lyon, da França, anunciou nesta quarta-feira (6) a contratação da volante Angelina, capitã da seleção feminina sub-20 e que estava no Palmeiras. Na franquia, a jovem de 20 anos atuará com a atacante Megan Rapinoe, bicampeã mundial e medalhista de ouro olímpica pelos Estados Unidos e eleita a melhor do mundo pela Fifa em 2019.

“Estou muito feliz e agradecida pela oportunidade de fazer parte do OL Reign. Novos desafios são importantes para mim e minha carreira. Darei meu melhor”, declarou a jogadora ao site oficial da nova equipe, com quem firmou contrato até 2023 e na qual será a primeira representante brasileira.

“Angelina é uma jovem atleta de grande talento e potencial. Sentimos que podemos ajudá-la a seguir crescendo e que ela se tornará uma jogadora importante para o time”, comentou o técnico Farid Benstiti, também à página oficial do OL Reign.

Nascida em Nova Jersey, nos Estados Unidos, Angelina se mudou cedo para o Brasil. Introduzida ao futebol em uma escolinha de Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, iniciou a carreira no Vasco, onde permaneceu até 2016, na categoria sub-17. A volante concluiu a formação no Santos, clube que a projetou e pelo qual atuou até 2019, sendo campeã brasileira em 2017. Contratada pelo Palmeiras no ano passado, a jogadora participou de 14 das 19 partidas da campanha alviverde na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro Feminino. O Verdão chegou às semifinais, caindo diante do Corinthians.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Angelina Alonso Costantino (@angelinacostantino)

Fundada como Seattle Reign Football Club em 2012, a franquia pela qual Angelina atuará trocou a cidade de Seattle por Tacoma em 2019, adotando somente o nome Reign Football Club. A equipe foi adquirida pelo Lyon em 2020 e incorporou à alcunha a sigla OL, de Olympique Lyonnais, nome oficial do clube francês, maior vencedor da Liga dos Campeões da Europa feminina, com sete títulos (sendo os últimos cinco consecutivos).

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: