Campeonato Brasileiro

Grêmio sai na frente, mas empata em 1 a 1 com o Flamengo no Maracanã

Pepê abriu o placar para o Tricolor e Gabigol, de pênalti, deixou tudo igual

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo/Divulgação

Grêmio esteve perto de vencer o Flamengo no Maracanã, mas deixou o resultado positivo escapar nos minutos finais na noite desta quarta-feira (19). Pepê abriu o placar aos 44 do primeiro tempo, mas Gabigol, de pênalti, igualou aos 43 da etapa final.

Com o empate, o Tricolor chega a seis pontos na tabela do Brasileirão. Já o Flamengo tem quatro. O Grêmio seguirá no Rio de Janeiro, onde no domingo, às 16h, enfrentará o Vasco em São Januário pela quinta rodada.

O Maracanã sem torcida por conta da pandemia de coronavírus era apenas um sinal de cenário diferente daquele confronto entre Flamengo e Grêmio pela semifinal da Libertadores do ano passado. Se há 10 meses existia unanimidade que os dois eram os melhores times do Brasil, na noite desta quarta ambos entraram em campo ainda tentando se encontrar no Brasileirão após as perdas de Everton, no lado gaúcho, e de Jorge Jesus, para os cariocas.

No time gremista, cinco jogadores eram novidades em relação à equipe que levou a incômoda goleada de 5 a 0. Com Jean PyerreRenato Portaluppi pôde escalar o seu esquema preferido, o 4-2-3-1, e não na formação com três volantes que sucumbiu na Libertadores passada. Já Domènec Torrent voltou atrás em algumas mudanças feitas no começo de seu trabalho e escalou um Flamengo bem ao estilo Jorge Jesus, no 4-1-3-2, buscando a movimentação no setor ofensivo.

Em sua volta ao Maracanã para enfrentar o Flamengo, o Grêmio teve uma postura agressiva desde os primeiros minutos para exercer uma marcação alta que pressionou a saída da defesa rubro-negra e também dificultou para a bola chegar limpa a Gabigol e Bruno Henrique. Assim, o Tricolor teve a partida controlado ao longo da primeira etapa. A única chegada perigosa carioca ocorreu em jogada individual de Everton Ribeiro. Ele conseguiu se livrar da marcação dupla de Kannemann e Pepê e chutou por cima do gol de Vanderlei.

Sem deixar o Flamengo controlar o jogo, o Grêmio começou a rondar o gol de Diego Alves nas bolas paradas. Foram três faltas cobradas por Jean Pyerre que passaram perto. A mais perigosa, aos 33, bateu na rede pelo lado de fora. O meia gremista voltou a aparecer bem na sequência com um lindo passe para Cortez, que cruzou na medida para Diego Souza. O centroavante escorou e deixou Alisson em boa condição, mas o camisa 23 finalizou para fora.

A ousadia do Grêmio de pressionar o atual campeão do Brasileirão e da Libertadores no Maracanã foi premiada aos 44 minutos. E foi justamente com o substituto de Everton. Assumindo o papel de protagonista da equipe, Pepê iniciou a jogada ainda no meio de campo, tocou para Alisson e apareceu na área para receber um belo passe e finalizar sem chances para Diego Alves: 1 a 0.

Para o segundo tempo, Lucas Silva entrou no lugar de Maicon, que sentiu lesão, em uma troca que deu fôlego novo para o meio-campo. Em vantagem, o Tricolor usou a experiência para esfriar o jogo e ter o contra-ataque como arma diante do desespero do Flamengo. Aos 2, Diego Souza desperdiçou grande chance dentro da área, quando se livrou de Rodrigo Caio, mas finalizou para fora.

Sem conseguir achar soluções com as peças que iniciaram a partida, Domènec Torrent começou a usar o banco. A primeira troca ofensiva teve Vitinho no lugar de Everton Ribeiro. Pedro foi chamado para a vaga de Gerson. Renato teve de mexer no ataque porque Diego Souza sentiu lesão e saiu para entrada de Isaque.  Thiago Neves entrou na vaga de Jean Pyerre no meio-campo. Isaque quase marcou o segundo gol gremista em jogada que deixou para trás dois adversários.

Flamengo seguiu buscando o gol de forma desorganizada sem mostrar nem de perto a capacidade de envolvimento dos tempos de Jorge Jesus. Mas ocaso estava contra o Grêmio. Aos 40 minutos, Vitinho arriscou um chute e Kannemann cortou. Com ajuda do VAR, o árbitro Rafael Traci viu o toque no braço do argentino e sinalizou pênalti. Gabigol  bateu sem chances para Vanderlei e empatou a partida, aos 43, 1 a 1.

Fonte: Gaucha Zero Hora

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: