Campeonato Brasileiro

São Paulo é goleado pelo Red Bull Bragantino e encerra série de vitórias

O São Paulo foi derrotado pelo Red Bull Bragantino por 4 a 2 na noite desta quarta-feira (6) e encerrou uma série de duas vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro.

Luciano Claudino/Código 19/Folhapress

Claudinho, Raul, Fabrício Bruno e Artur marcaram os gols do Red Bull Bragantino e Tchê Tchê e Gonzalo Carneiro descontaram para o São Paulo.

O duelo foi realizado no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Com a derrota, o São Paulo pode ver o Atlético-MG diminuir para quatro pontos a distância entre as equipes. Vale lembrar que o Flamengo ainda tem um jogo a menos e com isso, pode também ficar quatro pontos atrás do tricolor.

Já o Red Bull Bragantino chegou aos 34 pontos e abriu seis pontos de vantagem para a zona de rebaixamento, mesmo que o Vasco vença o Atlético-GO nesta quinta-feira (7).

As duas equipes voltam a campo neste fim de semana. O São Paulo tem clássico contra o Santos no Morumbi, no domingo (10), às 16h, enquanto o Red Bull Bragantino recebe o Atlético-MG no Nabi Abi Chedid, na segunda-feira (11), às 20h.

BRAGANTINO ATROPELA DEFESA DO SÃO PAULO PELA VITÓRIA

O Red Bull Bragantino conseguiu abrir o placar logo aos três minutos de jogo. Daniel Alves saiu jogando errado, Claudinho recuperou a bola e bateu firme, a bola ainda resvalou na zaga e matou Tiago Volpi.

Ytalo quase ampliou o placar aos cinco minutos. O atacante recebeu livre na entrada da área, mas escorregou na hora de finalizar e isolou a bola.

A pressão do Red Bull Bragantino resultou em novo gol aos 13 minutos. Claudinho recuperou bola no meio campo e lançou Raul na área, com o volante batendo cruzado para vencer Tiago Volpi.

O São Paulo conseguiu descontar aos 15 minutos. Gabriel Sara deu bom passe por elevação para Daniel Alves, que rolou para trás e Tchê Tchê bateu firme para o fundo das redes.

Só que dois minutos depois, o Red Bull Bragantino voltou a marcar. Aderlan bateu falta lateral, a bola passou por toda a área e Fabrício Bruno apareceu livre no segundo poste para cabecear ao gol.

Nova chance do Red Bull Bragantino aos 22 minutos. Ricardo Ryller arriscou da intermediária e a bola passou rente ao travessão de Tiago Volpi.

O São Paulo teve um gol anulado aos 37 minutos. Daniel Alves lançou Vitor Bueno, que invadiu a área e apenas rolou para a batida de Brenner para o gol vazio. Mas o VAR apontou impedimento de Bueno no início da jogada.

Aos 44 minutos, novo gol do Red Bull Bragantino. Diego Costa foi desarmado no campo de defesa e a bola ficou para Artur, que invadiu a área e bateu firme para marcar seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.

Tiago Volpi evitou uma goleada no Nabi Abi Chedid aos cinco minutos do segundo tempo. Claudinho foi lançado na pequena área e o goleiro fechou o ângulo para espalmar.

O goleiro salvou novamente o São Paulo aos 12 minutos. Artur ganhou de Léo na corrida, invadiu a área e soltou a bomba para Tiago Volpi espalmar a bola.

A situação ficou ainda pior para o São Paulo aos 14 minutos. Tchê Tchê acertou cotovelada no rosto de Cuello e foi expulso de forma direta por Luiz Flávio de Oliveira.

A primeira finalização do São Paulo no segundo tempo saiu apenas aos 20 minutos. Brenner arriscou chute colocado da entrada da área e Cleiton caiu no canto direito para ficar com a bola.

Nova chance do Red Bull Bragantino aos 36 minutos. Hurtado apareceu livre na área para cabecear firme, carimbando o poste direito de Tiago Volpi.

Ainda deu tempo do São Paulo descontar o marcador. Gonzalo Carneiro ganhou de cabeça, a bola resvalou em Léo e entrou nas redes. Após revisão no VAR ficou constatado que a bola não bateu na mão do lateral.

Fonte: Paraná Portal

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: