Campeonato Brasileiro

VAR anula pênalti polêmico nos acréscimos para o Sport em derrota para o Palmeiras; veja vídeo

Árbitro marcou penalidade aos 49 minutos do segundo tempo e, após quatro minutos de revisão, anulou; bola bateu no braço de Rony após ser chutada por defensor palmeirense

A vitória do Palmeiras sobre o Sport na noite deste sábado, por 1 a 0, na Ilha do Retiro, teve sua cota de polêmica. Nos acréscimos, o árbitro Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) marcou pênalti polêmico para o Rubro-negro, mas após consulta de quatro minutos ao árbitro de vídeo resolveu anular a decisão (veja no vídeo).


O lance em questão foi aos 49 minutos do segundo tempo. Em ataque do Sport, Ewethon cruzou e Kuscevic chutou a bola, que bateu no braço de Rony. Com um pouco de atraso, o árbitro apontou para a marca do pênalti, mas logo depois foi chamado pelo VAR. E acabou anulando.

Nadine Bastos, na Central do Apito, afirmou que concorda com a decisão. Mas ressaltou que a demora pela decisão não foi ideal.

“Isso sempre é chamado de bola inesperada, como vem do seu próprio companheiro de equipe. Por isso que ele (árbitro) acabou voltando atrás. Mas tomar cinco minutos pra decidir realmente é muito longo, acaba irritando e deixa em dúvida se o árbitro tinha certeza do que estava marcando ou desmarcando”, disse Nadine Bastos.

No minuto anterior, um outro lance dentro da área do Palmeiras gerou reclamação do Sport. Hernane Brocador caiu ao tentar fazer o pivô em cima de Emerson Santos. Este, no entanto, não foi analisado pelo árbitro de vídeo.

Árbitro anula pênalti contra Palmeiras nos acréscimos em jogo contra o Sport — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Árbitro anula pênalti contra Palmeiras nos acréscimos em jogo contra o Sport — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Árbitro Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) analisa pênalti em Sport x Palmeiras — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Árbitro Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) analisa pênalti em Sport x Palmeiras — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Fonte: GE

 

Comments
To Top