Nitro News Brasil

Noticias e informações sobre saúde COVID-19,coronavírus, Futebol e muito mais

Exclusivo: Evaristo Costa fala sobre aposentadoria e relação com a Globo

Anúncios
Evaristo Costa
Evaristo Costa explicou a saída da Globo e ida para a CNN Brasil (Imagem: Divulgação / CNN Brasil)

Fora da TV desde que saiu da Globo, Evaristo Costa voltará a aparecer no vídeo pela CNN Brasil. O jornalista conversou com exclusividade com o RD1 e, entre outras coisas, explicou o motivo pelo qual não prosseguiu no comando do Jornal Hoje, ao lado de Sandra Annenberg.

De acordo com o atual contratado do canal de notícias que estreia neste domingo (15), os planos de carreira foram todos atingidos e o apresentador não se via mais trabalhando.

Evaristo Costa contou que pretendia se aposentar aos 40 anos para, assim, curtir a esposa e as filhas. Além disso, o jornalista não queria ter a vida privada invadida e nem ser privado de frequentar lugares públicos por conta da fama de trabalhar na televisão

Eu fiquei três anos afastado da TV. A minha intenção era nunca mais trabalhar em televisão. Eu não tinha mais essa intenção. Eu me aposentei”, começou o ex-âncora do JH, da Globo.

O jornalista prosseguiu: “Eu fiz um plano de aposentadoria quando eu tinha 13 anos de idade com a previsão de me aposentar aos 40. Hoje estou com 43, portanto, quando eu tinha 40 parei de trabalhar”.

Evaristo Costa revelou ainda como pediu demissão da Globo. “Eu fiz as contas e cheguei pra empresa [Globo] e disse que não tinha mais interesse de continuar. Então, fiz uma movimentação na minha vida que foi ir embora do Brasil, pois eu queria viver livre”, desabafou.

“Por conta da fama, eu não tinha mais liberdade de ir para o supermercado, pra ir ao shopping, pra sair com a minha família. Isso passou a me incomodar de certa forma que incomodava a minha família também. Eu cheguei à conclusão com a minha esposa de que nós iríamos blindar as nossas filhas. Não iríamos expô-las. Eu não acho isso legal com as crianças, porque não sabem o que está acontecendo“, contou o jornalista.

“Quando elas tiverem a consciência do que está acontecendo, elas farão, mas nós como pais temos o dever de blindá-las. Então, tomamos a decisão de ir embora. Hoje eu sou livre para andar de trem, ir ao supermercado, levar minhas filhas na escola. Isso é maravilhoso, pois tenho mais oportunidade de ser um pai mais participativo. Eu não tinha condições de fazer isso enquanto estava trabalhando“, revelou o apresentador.

“Os meus finais de semana eram sempre trabalhando, ou em São Paulo, ou no Rio de Janeiro. Os meus horários eram muito loucos. A vida foi passando e eu percebi que se eu deixasse daquela forma eu não iria acompanhar o crescimento e o desenvolvimento, e não iria participar do crescimento das minhas filhas. Eu fiz essa movimentação por elas e por mim, e hoje eu estou livre”, contou Evaristo Costa.

Sobre a busca pela liberdade de trabalhar com jornalismo, mas aceitar o convite da CNN Brasil, o famoso abriu o jogo. “A CNN ficou por muito tempo me ligando e mandando mensagem. Foram me visitar em Cambridge [no Reino Unido], que é onde eu moro, para fazermos uma parceria profissional. Mas quando eles foram em Cambridge e viram como eu vivia, concordaram que não tinham nada de diferente para me oferecerem, pois a minha vida lá é maravilhosa”, começou ele.

Mas continuamos conversando até que chegamos em uma parte que a CNN Brasil se encaixou nos meus planos, e não o contrário, de a emissora se encaixar nos meus planos. Isso é formidável quando a empresa reconhece seu talento e o que você sabe fazer e, além disso, dá possibilidade de exercer o trabalho de forma que você seja feliz. Vou trabalhar uma vez por semana só e terei o mesmo tempo que as minhas filhas têm de férias. Eu continuo fazendo publicidade. Eu não trabalho mais final de semana e não faço mais ao vivo. Eu sou feliz. Por que eu diria não para a CNN, o maior canal de notícias do mundo?”, questionou Evaristo Costa.

Sobre sua relação com a Globo, o jornalista explicou se houve algum tipo de mágoa: “Nenhuma. Eu acho que foi muito legal a forma como a gente saiu, como a gente conversou e como chegamos a conclusão. Ela tentou por várias vezes me manter lá. Me fez propostas muito legais perguntando o que eu queria, mas era um momento da minha mudança que eu tinha planejado. Não ficou nenhum tipo de mágoa”.

“Foi um grande prazer ter trabalhado lá. A Globo foi a empresa que pagou minha faculdade. Eu era novo ainda e ela bancou a minha faculdade, lá atrás, quando eu tinha 17 ou 18 anos. Então, foi maravilhoso. Eu não teria chegado onde eu cheguei se não fosse o trabalho e a exposição que eu tinha. Eu não tenho mágoa nenhuma. Jamais”, completou o comunicador.

O post Exclusivo: Evaristo Costa fala sobre aposentadoria e relação com a Globo apareceu primeiro em RD1 – TV & Famosos.

Anúncios